AUXÍLIO DOENÇA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

AUXÍLIO DOENÇA

Mensagem por SINTIA em Sex Maio 15, 2015 12:22 pm

Pagamento de auxílio-doença pela empresa permanecerá nos primeiros 15 dias
Segundo o relator, o pagamento por 30 dias simplificaria os custos da empresa, que não teria de contratar temporariamente outro trabalhador nesse período.
 
    inCompartilhar
postado Hoje 08:33:43 - 134 acessos
Com a ajuda da base aliada, o governo sofreu na quarta-feira uma derrota em seu texto para a Medida Provisória 664/14. Um destaque, aprovado por 229 votos a 220, retirou a exigência de que o salário integral do trabalhador seja pago pela empresa nos primeiros 30 dias do afastamento por motivo de doença (auxílio-doença).
Assim, manteve-se a regra atual de pagamento do salário apenas nos primeiros 15 dias do afastamento da atividade.
Segundo o relator, o pagamento por 30 dias simplificaria os custos da empresa, que não teria de contratar temporariamente outro trabalhador nesse período.
Vários parlamentares disseram, no entanto, que a regra estabelecida pela medida provisória inviabilizaria a atividade de empresas com poucos funcionários. “Algumas microempresas não suportariam essa mudança e entrariam em processo falimentar”, disse o deputado Edmilson Rodrigues (Psol-PA).
De acordo com o deputado Edmar Arruda (PSC-PR), é uma “falácia” o governo dizer que quem quer diminuir o tempo de auxílio-doença pela empresa defende a empresa contra o trabalhador.
O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que a Medida Provisória do Imposto de Renda (670/15) trará uma mudança para o pagamento do auxílio-doença para a pequena e média empresa. Essas empresas terão de arcar com 20 dias do auxílio-doença em relação aos 30 dias que estavam previstos na MP 664/14. “Nenhum pequeno e médio empresário do Brasil, por essa medida, será prejudicado”, disse.
Média aritmética
Para limitar o valor do auxílio-doença que, segundo o governo, pode chegar a ser maior que o salário do momento de sua concessão, o cálculo será feito segundo a média aritmética simples dos últimos 12 salários de contribuição.
A MP proíbe ainda o pagamento desse auxílio ao segurado que se filiar ao Regime Geral da Previdência Social (RGPS) com doença ou lesão apontada como causa para o benefício, exceto se a incapacidade resultar da progressão ou agravamento dela.

SINTIA
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pagamento pela empresa de Auxílio Doença

Mensagem por Rogério Antonio Ferreira em Sex Jun 26, 2015 7:55 pm

O Projeto de Lei de Conversão nº 4, de 2015 proposto para conversão da MP 664/2014, não apreciou a alteração trazida pela MP 664/2014 no artigo 60,§3º que estabelecia o pagamento dos 30 primeiros dias pela empresa. A Lei nº 13.135/2015, publicada no DOU dia 18.06.2015, nada menciona a respeito dos dias de atestados pagos pela empresa, portanto, a partir desta data, retorna a regra determinada pela Lei 8.213/1991 no artigo 60 §3º, restabelece a responsabilidade do empregador pelo pagamento dos 15 primeiros dias do afastamento por doença.

Rogério Antonio Ferreira

Mensagens : 8
Data de inscrição : 29/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum